8 Terríveis Consequências do Orgulho De acordo com a Bíblia

Tempo de leitura:7 Minuto, 31 Segundo

Orgulho é uma das falhas de caráter que a Bíblia mais insistentemente aponta como prejudicial.

Deus em Seu amor nos fez familiarizar com as consequências do orgulho para que possamos escapar de seu efeito devastador.

Hoje, gostaria de compartilhar com vocês uma história bíblica através da qual refletir sobre o orgulho e suas consequências.

É a história do rei Nabucodonosor e uma estátua de ouro que ele havia erguido.


Orgulho na vida de Nabucodonosor

A história de vida de Nabucodonosor tem uma série de lições importantes para nos ensinar sobre orgulho e suas consequências.

Hoje vamos meditar sobre uma parte dela.

Deus deu a Nabucodonosor um sonho misterioso sobre uma estátua gigante de vários metais.

8 Terríveis Consequências do Orgulho De acordo com a Bíblia

Quando o rei queria saber sua interpretação, ele exigiu que os sábios do reino não só lhe dessem a interpretação, mas também lhe contassem o sonho sem que ele o contasse antes.

O sonho era sobre os reinos que direcionariam o curso da história humana até o fim do mundo após o império babilônico.

Deus permitiu que Daniel relacionasse o sonho com o rei e o interpretasse, provando que Ele (Deus) era o soberano da história humana.

Deus deixou claro ao rei através de Daniel que, por Sua misericórdia, ele havia permitido que Nabucodonosor tivesse o poder que tinha, a fim de realizar Seus propósitos eternos.

Mesmo que Deus tenha sido tão claro com o rei, ele decide virar as costas para Deus.

Vamos ver o que Nabucodonosor fez algum tempo depois desses eventos.

O rei Nabucodonosor tinha uma estátua dourada feita, de 27 metros de altura por dois metros e meio de largura, e a colocou nas planícies de Dura, na província da Babilônia.

Ele então ordenou que os sátrapas, prefeitos, governadores, conselheiros, tesoureiros, juízes, magistrados e outros oficiais das províncias assistissem à dedicação da estátua que ele havia erguido.

 

"Para vocês, povos, nações e pessoas de todas as línguas, os seguintes são ordenados:

 

Assim que ouvirem a música (…), vocêsdevem se curvar e adorar a estátua de ouro que o rei Nabucodonosor ordenou para ser erguida.

 

Qualquer um que não se curvar a ela ou adorá-lo será imediatamente jogado em uma fornalha em chamas."

| Daniel 3:1 – 2, 5 – 6

Em seu orgulho, o rei cria uma estátua gigante, semelhante à que ele tinha visto em seu sonho.

Ele a mandou para fazer todo o ouro, como a cabeça da estátua que ele sonhou, o que o representava.

Alguns acreditam que esta era uma estátua de si mesmo, e que ele estava ordenando ser adorado como um deus.

A Bíblia não diz isso explicitamente, mas isso não seria estranho, dado que o coração humano é assim.

Vemos exemplos do mesmo comportamento em outros grandes reinos, como o Egito ou Roma, onde faraós e imperadores se declararam deuses e exigiram ser adorados.

De qualquer forma, seu orgulho o levou a desafiar Deus.

Ele fez uma estátua dourada gigante sugerindo que o reino babilônico duraria para sempre.

Que Deus não seria capaz de dá-lo a outra pessoa.

Mesmo insinuando que o reino que Deus estabeleceria não se tornaria.

Vamos agora refletir sobre o que essa história nos diz sobre orgulho e suas consequências.


Pensando que nossas ideias são infalíveis

A primeira das consequências do orgulho de acordo com a Bíblia é que:

[bctt tweet=”Cuando nos entregamos al orgullo, nos volvemos tan testarudos que no cuestionamos nuestras propias ideas por estupidas que sean. ” username=”soysegundo1″]

Pelo contrário, ponderamos que nossas ideias são as melhores do mundo, e não podemos suportar outros nos ajudando a ver suas deficiências.

Dado o conhecimento que o Rei Nabucodonosor tinha sobre o verdadeiro Deus, sua ideia de criar tal estátua foi bastante estúpida.

Ele sabia muito bem que seus falsos deuses não tinham o poder de fazer o que Deus lhe havia mostrado, mas ele insiste em promover sua religião em vez de verdadeira religião.

Ele insiste em colocar a si mesmo, sua religião e seu império no centro do universo.


Sendo consumido pela arrogância

A segunda das consequências do orgulho que eu gostaria de mencionar é que:

[bctt tweet=”El orgullo nos lleva a un estado de superioridad ilusoria. A pensar que nadie está por encima de mí. Nos envenena de arrogancia.” username=”soysegundo1″]

Na atitude de Nabucodonosor, evidentemente podemos ver arrogância.

Sua premissa era que nem mesmo o Deus mais alto poderia acabar com seu reino.

A cabeça dourada se estenderia aos pés.

Não haveria outro império depois dele.

Não só isso, mas todos tiveram que aceitar essa premissa e confirmá-la através de sua adoração.


Seja despótico e implacável com os outros

A terceira das consequências do orgulho que a Bíblia nos mostra é que:

[bctt tweet=”El orgullo nos lleva a deshumanizar a los demás, a privarlos de sus derechos, a menospreciar los designios de su propia conciencia.” username=”soysegundo1″]

A cegueira do rei era tal que qualquer um que não se submetesse a seus caprichosos de delírios de grandeza, deve sofrer uma morte horrenda no meio das chamas de fogo.

Não havia espaço para exceções, não havia espaço para explicações, não havia espaço para conciliação.

Apenas o cumprimento rigoroso de suas exigências absurdas.


Pensar que os outros têm que me homenagear

A quarta consequência terrível do orgulho que encontramos nesta história bíblica é que:

[bctt tweet=”El orgullo puede llevarnos a sentirnos tan superiores a los demás, que nos creemos dignos de un trato absurdamente preferencial.” username=”soysegundo1″]

No caso do rei Nabucodonosor, era potencialmente que, não contente em ser honrado como rei, as pessoas tinham que considerá-lo um deus.


Acreditando que todo mundo tem que fazer as coisas como eu digo

A quinta consequência do orgulho que a Bíblia nos menciona é que:

[bctt tweet=”El orgullo nos priva de empatía por las creencias, los deseos y preferencias ajenas. Solo existe mi realidad.” username=”soysegundo1″]

A fé é algo muito pessoal, ninguém deve forçar ninguém a acreditar em algo que não quer acreditar.

Deus, sendo o soberano do universo, deu a todos os seres humanos essa liberdade.

No entanto, o orgulho levou Nabucodonosor a acreditar em si mesmo para ter mais direitos do que Deus e forçar as pessoas a ir contra sua consciência para satisfazer seus caprichos.


Rebelar-se contra Deus e Sua vontade

O sexto das consequências do orgulho que aprendemos com esta narrativa bíblica é que:

[bctt tweet=”El orgullo nos lleva a creer que nuestra voluntad y nuestros deseos son más sabios que los designios divinos.” username=”soysegundo1″]

Se não for temperado e dominado, o orgulho sempre nos levará a nos rebelar contra Deus.

Como já mencionamos, Deus tinha sido claro para o rei da Babilônia que seu império não seria eterno.

Ele também deixou claro para ele que Ele era o verdadeiro Deus acima de seus falsos deuses.

No entanto, Nabucodonosor em sua arrogância escolheu negar a revelação divina, e viver na ilusão de que seu reino não teria fim.

Ele também se rebelou contra Deus forçando outros a idolatrar.


Buscando afastar os outros de Deus

A sétima das consequências do orgulho de acordo com a Bíblia é que:

[bctt tweet=”Tras rebelarnos contra Dios, procuramos arrastrar a otros con nosotros en nuestra rebeldía. Otra terrible consecuencia del orgullo.” username=”soysegundo1″]

Por causa de seu orgulho, Nabucodonosor escolheu forçar todos os habitantes de seu império a praticar um terrível ato de idolatria.

Tendo ido contra a vontade de Deus, e tendo-se considerado mais sábio do que Deus, sua loucura absurda o levou a forçar todos, sem exceção, a participar dela.


Deify-se

A oitava consequência terrível do orgulho e o pior de todos de acordo com a Bíblia é que:

[bctt tweet=”El orgullo puede llevarnos a confiar tanto en nosotros mismos que ingenuamente creemos poder usurpar el lugar de Dios de nuestra vida.” username=”soysegundo1″]

Nabucodonosor foi possivelmente capaz de deixar-se levar por seu orgulho a tal ponto que ele decidiu se tornar um Deus e exigir que outros o venerassem como tal.

Esta terrível e temível consequência do orgulho é um ponto tão alto que só Deus pode nos derrubar, mas sem dúvida, a queda nos machucará.


Conclusão

O orgulho tem consequências terríveis que podem destruir nossas vidas e nossos relacionamentos com os outros.

Deus em Seu amor nos avisou deles para que possamos viver sabiamente.

O antídoto para o orgulho é sempre dar a Deus Seu lugar de direito como soberano em nossas vidas, e entender que aos olhos de Deus somos todos iguais, independentemente de nossa posição econômica ou social.


E você? O que você acha do orgulho e suas consequências? Qual é a sua experiência? Compartilhe os comentários.


Você está lutando com problemas ou circunstâncias difíceis em sua vida, e você sente que precisa de ajuda?

Estamos aqui por você. Oferecemos a você a possibilidade de falar com alguém que vai ajudá-lo através de todas essas coisas difíceis, sempre de mãos dadas com Deus.

Desconto no aconselhamento cristão

Use o cupom DIOSPRIMERO2022 quando for fazer o pagamento e obtenha 50% de desconto.

Bênçãos e um abraço.

8 Terríveis Consequências do Orgulho De acordo com a Bíblia

Sobre o autor

Daniel & Jessi

Quando minha mente estava cheia de dúvidas, seu conforto renovou minha esperança e minha alegria. Salmos 94:19 | Conheço muito bem os planos que tenho para vós — afirma o Senhor — planos de bem-estar e não de calamidade, para vos dar futuro e esperança. Jeremias 29:11
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.