casamentos cristãos

6 dicas para casamentos cristãos de acordo com a Bíblia

Tempo de leitura:5 Minuto, 54 Segundo

Ontem à noite, um dos meus bons amigos ia se casar. Então,. imediatamente pensei em algumas dicas para casamentos cristãos.

Ao testemunhar o evento, ele refletiu sobre a transcendência e importância deste passo.

Em um mundo com mais e mais divórcios, e aparentemente cada vez menos casamentos felizes, casamentos cristãos precisam ser uma luz na escuridão.

Compartilhar a vida com uma pessoa completamente diferente de você naturalmente não é uma tarefa fácil.

Mas Deus não nos deixou à deriva nesta questão.

A Bíblia nos apresenta várias lições sobre como alcançar um casamento feliz.

Hoje eu gostaria de compartilhar seis deles para abençoá-lo.

Para isso, convido-o a ler alguns versos curtos da Bíblia.

Submeter-se um ao outro, por reverência a Cristo.

Esposas, submeter-se aos seus próprios maridos quanto ao Senhor.

Pois o marido é o chefe de sua esposa, assim como Cristo é a cabeça e Salvador da igreja, que é seu corpo. (…)

Maridos, amem suas esposas, assim como Cristo amava a igreja e deu a si mesmo para torná-la santa. (…)

Da mesma forma, o marido deve amar sua esposa como seu próprio corpo.

Aquele que ama sua esposa ama a si mesmo, pois ninguém nunca odiou seu próprio corpo; pelo contrário, ele se alimenta e cuida dele, assim como Cristo faz com a igreja, porque somos membros de seu corpo. (…)

De qualquer forma, cada um de vocês também ama sua esposa como você, e que a esposa respeite seu marido.

| Efésias 5:21 – 33

Depois de ler esses versos lindos, pretendo compartilhar com vocês 6 dicas para conseguir um feliz casamento cristão.

Submeter-se um ao outro

O primeiro dos Conselhos para casamentos cristãos.

O apóstolo Paulo está constantemente lembrando os membros da igreja que ele ministrou da importância de se submeterem uns aos outros.

Não para ser egoísta, mas para buscar a edificação mútua e a felicidade, bem como para manter a unidade.

Nosso texto bíblico começa nos lembrando que não é apenas a esposa que deve se submeter ao marido, como o apóstolo continua a recomendar, mas que é uma necessidade compartilhada.

Para ter um casamento cristão feliz, ambos os cônjuges precisam deixar orgulho e egoísmo em busca da felicidade e do bem-estar mútuo.

O homem precisa de respeito, a mulher ama

O segundo dos Conselhos para casamentos cristãos.

Algumas semanas atrás eu estava lendo um livro sobre casais, onde os autores argumentavam que, após uma pesquisa, eles tinham descoberto que se os homens tivessem que escolher entre ser amados ou respeitados, a maioria deles geralmente escolheria respeito.

Uma declaração que, como homem, eu concordei.

No final do nosso texto bíblico, descobrimos que o apóstolo ordena que os maridos amem suas esposas, mas que ele não diz às esposas para amarem seus maridos, mas para respeitá-los.

Na minha opinião, entender este ponto é um grande passo para ter um casamento cristão feliz.

Os homens priorizam sentir-se respeitados, como um sinal de amor que é mais significativo para nós.

As mulheres querem se sentir amadas, isso não significa que elas não querem ser respeitadas, mas para elas elas se destaca por se sentirem amadas.

Um marido precisa de respeito incondicional, um amor incondicional da esposa.

Não tente dominar a vontade do seu marido.

O terceiro dos Conselhos para casamentos cristãos.

Depois de recomendar que nos submetamos uns aos outros com indiferença de gênero, o apóstolo Paulo lembra as esposas da importância de respeitar seus maridos.

É por isso que ele convida esposas a se submeterem aos seus maridos.

Ou seja, não procurar dominar sua vontade.

Poucas coisas machucam a virilidade de um homem mais do que uma esposa que sempre se opõe a ele ou que é desafiadora.

Uma esposa que não permite que o homem exerça liderança em sua casa, está castrando-o de sua masculinidade e condenando-o à miséria.

Sem perceber, ela está se condenando à infelicidade destruindo o homem com quem ela vai compartilhar sua vida.

Isso não quer dizer que a esposa tem que entregar sua vontade à casa do marido e se tornar uma vítima de seus caprichos.

O que significa é que, para ter um casamento cristão feliz, a esposa deve respeitar a liderança de seu marido e encorajá-lo.

Deve permitir que ele lidere e o apoie em sua liderança com seus conselhos e amor.

Respeite as decisões do seu marido.

O quarto dos Conselhos para casamentos cristãos.

Ao mesmo tempo em que o apóstolo recomenda que as esposas se submetam aos seus maridos, ele está aconselhando-as a respeitar suas decisões.

Isso não quer dizer que as esposas não tenham o direito de participar de decisões em casa, ou que o marido seja infalível.

Como vimos, ambas as partes devem se submeter uma à outra apaixonada.

É por isso que o marido deve procurar considerar com atenção, interesse e cuidado os desejos e sentimentos de sua esposa ao tomar qualquer decisão.

Suas decisões devem garantir o bem-estar e a felicidade dela e de sua família.

Em uma democracia de dois, a unanimidade nem sempre pode ser alcançada.

É por isso que, em última análise, quando não é possível chegar a um acordo, a esposa deve apoiar o marido nas decisões que ele considera melhores para a família, desde que estejam de acordo com os princípios bíblicos.

Ame sua esposa incondicionalmente

O quinto dos Conselhos para casamentos cristãos.

Por outro lado, se parece que o mandato dado às esposas é difícil de aplicar, agora o apóstolo eleva o padrão e dá a tarefa mais desafiadora aos maridos.

Ame do jeito que Jesus ama.

Ame tanto suas esposas que você possa estar disposto a dar sua vida por elas como Jesus fez por nós.

Amá-los incondicionalmente, com indiferença aos seus defeitos e erros.

Buscar seu florescimento, seu desenvolvimento e sua salvação.

Infelizmente, em muitos casos, essa tarefa é subestimada e não realizada como deveria.

Mas Deus nos convida a amar sobrenaturalmente.

Providencie sua esposa, cuide dela e proteja-a.

O último dos Conselhos para Casamentos Cristãos.

O apóstolo também diz aos maridos que assim como eles cuidam de seus próprios corpos, então eles devem cuidar de suas esposas.

Ou seja, se for necessário prover para eles, valorize e dignifique seu trabalho em casa.

Trate-a com delicadeza e amor.

Faça-a se sentir cuidada, valorizada e protegida.

Conclusão

Espero que se os casamentos cristãos deixarem de lado o orgulho e o egoísmo, e buscarem a direção de Deus juntos para fazermos um ao outro feliz, então teremos famílias mais fortes que honram nosso Deus e contribuem para nossa felicidade.

Eu recomendo este livro


O que você acha? Diga-nos se essas dicas te ajudaram. Compartilhe os comentários.


Você está lutando com problemas ou circunstâncias difíceis em sua vida, e você sente que precisa de ajuda?

Estamos aqui por você. Oferecemos a você a possibilidade de falar com alguém que vai ajudá-lo através de todas essas coisas difíceis, sempre de mãos dadas com Deus.

Desconto no aconselhamento cristão

Use o cupom DIOSPRIMERO2022 quando for fazer o pagamento e obtenha 50% de desconto.

Bênçãos e um abraço.

6 dicas para casamentos cristãos de acordo com a Bíblia

Sobre o autor

Daniel & Jessi

Quando minha mente estava cheia de dúvidas, seu conforto renovou minha esperança e minha alegria. Salmos 94:19 | Conheço muito bem os planos que tenho para vós — afirma o Senhor — planos de bem-estar e não de calamidade, para vos dar futuro e esperança. Jeremias 29:11
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.