Por que Deus disse um olho por olho e dente por um dente na Bíblia?

Tempo de leitura:6 Minuto, 55 Segundo

Hoje em dia, no meu estudo do livro de Êxodo, encontrei novamente uma das famosas passagens que diz: "olho por olho e dente por dente".

A famosa lei do talion.

Leitura rápida dessa passagem, com a mentalidade de um ocidental do século XXI, não se pode deixar de questionar essa filosofia.

Em um mundo moderno onde existem leis baseadas em direitos humanos, isso soa bastante injusto, ilógico e bárbaro.

Mas vale a pena perguntar o que Deus quis dizer quando Ele disse: olho por olho e dente por dente?

Essas são as perguntas que pretendemos responder neste post.

No entanto, gostaria que primeiro esclareçamos e definamos alguns conceitos relacionados a este tema.


Qual é a lei do Talion

A lei do talion é um princípio legal que é que as punições que se identificam ou equivalem ao crime cometido devem ser impostas para obter reciprocidade.

A expressão mais conhecida da lei da talion é a passagem bíblica "Olho por olho, dente por dente".

Portanto, para entender a passagem em seu contexto correto e quadro histórico, falarei um pouco mais sobre essa lei, e então daremos lugar à passagem bíblica.


Onde nasce a lei do talion?

Os primeiros exemplos conhecidos da lei da talion são encontrados no código Hammurabi da civilização babilônica que data do século XVIII a.C.

Isso é mencionado porque o texto hebraico onde a expressão um olho para um olho e um dente para um dente aparece data do século XII ou XIII a.C.

Não é possível estabelecer se foi dos babilônios que esses princípios foram obtidos.

Ou seja, se eles se originaram primeiro neles, e então Deus os usou porque eles eram familiares aos povos da época ou se eles têm uma origem anterior.

A única coisa que os historiadores conseguiram concluir é que esta era a lei mais conhecida, antiga e influente em seu tempo.


O que significa a expressão olho por olho e dente por dente?

O que essa expressão tenta comunicar é o mesmo princípio da lei do talion, de que a pena ou punição por crime, crime ou delito, deve ser proporcional à ação em si.

Se uma pessoa faz com que outra perca um olho, a punição dessa pessoa deve ser perder um olho também.

Que se uma pessoa faz outra perder um dente, a dor dessa pessoa deve ser pedir um dente também.

Isso não significa que um acordo diferente não possa ser alcançado entre as partes, por exemplo, compensação financeira.

Entendendo a origem da expressão, e seu contexto, vamos ler o texto bíblico onde a encontramos.


Perspectiva Bíblica sobre a Lei da Talion

Aqui está uma das passagens bíblicas em relação à expressão um olho por olho, e um dente por um dente:

"Mas se houver mais lesões, a punição deve ser proporcional à gravidade do dano: vida para a vida, olho por olho, dente por dente, mão para mão, pé para pé, queimadura de queimadura, ferida, contusão por contusão."
‭‭

Éxodo‬ ‭21:23-25‬ ‭

Este texto, quando analisado separadamente, nos deixa com várias perguntas.

Deus estava declarando que era prerrogativa das pessoas se vingarem equivalentes aos danos recebidos?

Ele estava expressando mais alguma coisa?

De fato, embora a frase seja frequentemente usada para instigar ou justificar a vingança.

O que a Bíblia expressa aqui é algo muito diferente.

Convido você a ler o texto completo comigo no contexto da Tradução de Idioma Atual:

"Se vários homens brigam uns com os outros, e em sua luta eles batem em uma mulher grávida, o seguinte deve ser feito:

Se nada acontecer com a mulher, mas a criança que ela estava carregando em seu ventre morre, aquele que é culpado deve pagar ao marido da mulher o que ele pede, desde que os juízes considerem que o que ele pede é justo.

Mas se algo acontecer com ela, o culpado será punido fazendo o mesmo dano que fez à mulher.

Ou seja, se ele matar a mulher, ele será condenado à morte; se ele tirar um olho, ele também terá um olho removido; Se quebrar um dente, um dos seus será quebrado.

Em cada caso será cobrado mão para mão, pé para pé, queimadura para queimadura, ferida para ferida, golpe para golpe."
‭‭

Éxodo‬ ‭21:22-25‬

Este texto foi apresentado em um cenário específico: um homem casado cuja esposa grávida foi espancada em alguma briga entre homens, e ela perdeu seu bebê ou morreu.

Neste contexto bíblico, deixe-me fazer algumas observações sobre o assunto.


Deus queria colocar limites na vingança

A ideia original deste texto que estamos estudando hoje, e em geral a ideia original do conceito do olho por olho e um dente por um dente é colocar limites à vingança.

Não promova ou valide.

Esses princípios foram dados para que fossem usados em um contexto jurídico com a intervenção de um juiz, não para que as pessoas se vingem em suas mãos.

Em uma sociedade tribal primitiva de honra-vergonha, um evento como o narrado no texto de hoje, o de bater na esposa de outro homem e induzir um aborto, não foi olhado de ânimo leve.

Foi uma ofensa muito séria à honra do marido da senhora.

O marido, em sua raiva por causa da queixa e do dano, poderia facilmente buscar vingança matando o agressor, independentemente do dano ter sido e das circunstâncias do evento.

Deus, para evitar esse tipo de evento, limita as sanções que poderiam ser impostas às pessoas.

Faz isso para que não haja retaliação excessiva por ofensas.

Vale repetir que esse princípio não tenta promover vingança, mesmo o texto de hoje fala de um juiz tendo que mediar entre as partes.

Lembre-se de como mencionamos no início que ela é baseada na reciprocidade e que naquela época era a lei mais conhecida até mesmo por não-israelitas.

No entanto, Deus está repetindo-o dentro de um caso específico e sob um sistema legal justo.


Deus usou um elemento familiar à cultura da época

É importante entender que quando os israelitas começaram a se formar como uma nação, nem mesmo as civilizações mais avançadas sabiam o que queremos dizer hoje pelos direitos humanos.

Quando Deus disse isso aos israelitas, eles eram uma sociedade nascente que vinha de passar 400 anos vivendo com um povo pagão onde a crueldade era praticada.

O princípio de olho por olho e dente é restringir e controlar ações vingativas em uma sociedade primitiva que estava apenas se formando como uma comunidade autônoma.

Deus pega um elemento das leis da época, que lhes é familiar, e a reutiliza para um propósito melhor.

Trata-se de não permitir que alguém seja morto ou ações violentas para serem comentadas sem que haja um juiz, nem que haja uma razão justa e que a retaliação seja medida.


O que Jesus nos ensina sobre a lei do talion?

Jesus é claro ao afirmar que esses princípios não eram perfeitos e não justificavam a vingança.

Ele faz isso quando diz:

Você ouviu dizer: um olho por olho, e um dente por um dente.

Mas eu digo a você, não resista com o mal; antes que alguém que te machuque na bochecha direita, vire a outra face também.

Mateus 5:38-39

O que Jesus quer esclarecer aqui é que vingança não é o caminho.

Ele declara que o que havia sido apresentado em seu tempo não era uma justificativa para a vingança, mas uma norma social daquela época e contexto para mediar entre processos complexos.

Jesus não está se envolvendo com questões legais, nem está desqualificando o sistema legal.

Ele simplesmente nos ensina que o perdão é o caminho para a paz e a liberdade.

Não é vingança.

Porque a vingança nunca alcançará o que o perdão nos dá.


O que você acha? Você está passando por uma situação onde você gostaria de se vingar? Qual é a sua experiência? Compartilhe os comentários.


Você está lutando com problemas ou circunstâncias difíceis em sua vida, e você sente que precisa de ajuda?

Estamos aqui por você. Oferecemos a você a possibilidade de falar com alguém que vai ajudá-lo através de todas essas coisas difíceis, sempre de mãos dadas com Deus.

Desconto no aconselhamento cristão

Use o cupom DIOSPRIMERO2022 quando for fazer o pagamento e obtenha 50% de desconto.

Bênçãos e um abraço.

Por que Deus disse um olho por olho e dente por um dente na Bíblia?

Sobre o autor

Daniel & Jessi

Quando minha mente estava cheia de dúvidas, seu conforto renovou minha esperança e minha alegria. Salmos 94:19 | Conheço muito bem os planos que tenho para vós — afirma o Senhor — planos de bem-estar e não de calamidade, para vos dar futuro e esperança. Jeremias 29:11
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.